Missão

 

O Cão Danado é uma plataforma de criação que, ao longo dos anos, tem reunido colaborações e intervenientes nas diversas áreas artísticas. Com um trabalho regular no sentido de uma permanente investigação e experimentação, esta estrutura tem abordado o objeto e a prática artística nas suas várias disciplinas.

Na migração da área artística de Teatro para Cruzamentos Disciplinares e na mudança de sede de Braga para Famalicão, o Cão Danado pretende desse modo retomar a experiência de um espaço e de uma programação regular multi e interdisciplinar.
Na necessidade de consolidar a estruturação do grupo, O Cão Danado pretende criar no seu espaço-oficina no complexo industrial da Reguladora, as condições necessárias para continuar a viabilizar a realização e apresentação de oficinas, masterclasses, exposições e outros eventos complementares, assim como o acolhimento de outros criadores e projetos culturais.

Para além desta estratégia de consolidação e desenvolvimento, é amplificada a equipa artística e técnica, com o objetivo de a tornar mais sustentada no tempo e nas colaborações efetivas com elementos que habitualmente ao longo dos anos têm colaborado com a estrutura. Geram-se assim condições de emprego estável aos seus elementos e dá-se resposta às necessidades de produção e crescimento.

A renovação deste objetivo estruturante de trabalhar com equipas e elementos de reconhecido mérito profissional (nacionais e estrangeiros), assim como criar oportunidades de trabalho e visibilidade a novos profissionais provenientes das várias escolas de artes, articular a produção artística com outras áreas sectoriais, o ambiente, a educação, a ciência e tecnologia, o turismo, são outros objetivos constantes do Cão Danado.

Em 2019 o Cão Danado apresentou uma programação alicerçada nos seguintes eixos principais: Criação/Investigação/Formação.

OBJETIVOS GERAIS

Pretendemos apostar em projetos integrados, de continuidade, que não se esgotem no dia de apresentação do espetáculo ao mesmo tempo que promovem o acesso à cultura localmente e de uma forma pedagógica, transversal e próxima das populações, criando cumplicidades várias no entendimento da cultura como um pilar estruturante para o desenvolvimento sustentável dos territórios, dos lugares e das suas gentes.
Continuar a promover e amplificar parcerias e coproduções, como linhas mestras para uma maior sus- tentação e desenvolvimento de projetos em rede fomentando o interesse comum de uma dinâmica cultural, na necessidade de rentabilização das estruturas e recursos humanos, permite igualmente fomentar a coesão territorial e corrigir assimetrias à criação e fruição cultural.
Fomentar uma abordagem multidisciplinar que tenta estabelecer um contacto mais transversal, actuante e inter-relacional com as comunidades e os diversos públicos.
No sentido de solidificar a estrutura da companhia, procuraremos criar as condições necessárias para viabilizar um espaço multifuncional, que permita levar a cabo as diversas actividades paralelas e subsidiárias dos projectos teatrais. Viabilizar igualmente o acolhimento de outras estruturas e projectos num alargamento de contribuições e actividades, condições indispensáveis para garantir uma continuidade, sustentabilidade e identidade do projecto O Cão Danado.
Na promoção de uma pesquisa, experimentação, e criação artísticas, apostando em novos meios, são projectos que exploram de forma interdiscursiva e intertextual os novos media e as novas tecnologias. O Cão Danado apresenta assim uma programação e uma plataforma onde se inscrevem diferentes linguagens artísticas, contemporâneas e multidisciplinares.
Pretendemos criar projetos transversais e pluridisciplinares que terão continuidade ao longo dos anos e que têm uma forte componente de pesquisa e investigação.
A reunião de vários artistas que trabalharam em regime de atelier ou residência em diversos lugares/ territórios e momentos programados. Durante esse período foram desenvolvidos trabalhos em atelier/ laboratório nas suas várias fases: pesquisa, enunciação de temas ou conceitos a desenvolver, experimentação, realização e finalmente a apresentação dos trabalhos.
Estes projetos multidisciplinares articulam-se com outras áreas como o ambiente, os museus, o património, a história e as indústrias como matérias mote e de investigação, numa participação comunitária e de cruzamento disciplinar.
Recorrendo aos elementos da equipa nuclear do Cão Danado e artistas nacionais e internacionais de qual- idade comprovada com quem a estrutura desenvolveu atividades em anos anteriores, desenvolvem-se propostas de oficinas, residências artísticas e masterclasses numa perspectiva de formação direccionada.
Os intercâmbios não só são um meio de interacção e formação para os jovens artistas locais, como também promovem o trabalho do grupo a nível internacional, assim como criam cumplicidades e condições para a realização de novos projetos.
Com a apresentação programada, procuramos traçar/desenhar uma rede de relações múltiplas, entre o passado e o presente, entre a vida e cultura, entre a sociedade e o indivíduo, reconfigurando novos modos do “fazer” do “dizer”, do “ver, e do “ser”.

O Cão Danado é uma estrutura financiada pela República Portuguesa – Cultura / Direção-Geral das Artes

e o Município de Vila Nova de Famalicão

Equipa

PARCEIROS INSTITUICIONAIS

APOIOS